Entrevista com Ana Carolina

Aluna: Ana Carolina Resende Rodrigues

Título do Projeto: Caracterização e Avaliação Sensorial do Kefir tradicional e derivados

Orientador: Rodrigo Lobo Leite

Coorientador: Jefferson Rodrigues

Ocupação atual: Estudante, cursando ensino superior no CEFET-MG, curso: Química Tecnológica

1 –  Qual a foi a importância do PIBIC-Jr na sua formação acadêmica?

Participar deste programa na minha opinião e uma grande oportunidade, principalmente porque na época estava cursando o ensino médio e isso me possibilitou ter uma aproximação com o mundo universitário. Isto porque, antes mesmo de ter qualquer contato com um ambiente acadêmico, tive a chance de interagir com o mundo científico para conhecer como são realizadas pesquisas científicas, enriquecendo assim meu conhecimento e elevando minha posição como estudante. Com isso mais caminhos se abrirão, assim como futuras pesquisas e oportunidades, o que é ótimo e essencial para minha formação acadêmica, pois o aprendizado é muito mais eficiente quando obtido através da experiência, além de causar um impacto positivo no meu rendimento escolar e na minha formação como estudante, me preparando para novos desafios.

2 – O que representa a publicação de seu artigo na revista Eletrônica da Atena Editora?

Representa o quanto vale a pena investir no conhecimento de nós jovens. E a publicação desse artigo na minha opinião é uma forma de incentivo a esse tipo de projeto cientifico, pois houve reconhecimento por parte de terceiros, no caso de uma editora renomada, e isso é algo importante, pois mostra a valorização do nosso trabalho, do nosso esforço e da nossa dedicação na busca do conhecimento. Além de incentivar mais projetos, mais bolsas para que mais jovens tenha essa oportunidade de se desenvolver como estudante e como profissional. Reconhecimento é tudo.

3 – Como se sente em relação ao Distanciamento Social e como isso esta afetando sua vida estudantil

É algo necessário para o bem da população como um todo, e estar participando desse distanciamento me faz sentir necessária, pois a prática vem através do exemplo e eu quero ser um exemplo para alguém nesse momento difícil, por isso quando um faz sua parte pode incentivar o outro também e tudo começa a ficar mais fácil, pois o sentimento de saber que o outro também está passando por isso causa uma certa aceitação. Com relação minha vida estudantil, o distanciamento social, prejudicou um pouco, pois não estou tendo aula, nem mesmo online pois como estudo em uma faculdade federal nem todos tem acesso a internet e com isso a direção achou melhor não ter aulas online, o que causa um certo atraso na nossa formação, mas por ser um mal necessário e importante para a população é algo necessário, com isso atualmente estou estudando por conta própria.

4 – Você acredita que é possível fazer pesquisa mesmo estando em isolamento social?

Sim, basta ter vontade e disciplina, até porque estamos uma era digital, onde o acesso às informações são ilimitadas, com isso temos inúmeras ferramentas para continuar estudando, além é claro do incentivo de algumas instituições de promover cursos online de graça para que mais pessoas tenham a oportunidade de conseguir um certificado ou diploma. O problema no caso é outro, vivemos em uma pais muito desigual então diria que o problema é que infelizmente tem pessoas que não possuem acesso à internet e livros, com isso o estudo e a pesquisa é algo difícil, estando em quarentena ou não, a questão é que com a quarentena esse problema acaba se destacando.

5 – Qual a relevância do tema para a comunidade em geral?

Esse projeto é importante, pois envolve a saúde e a alimentação, questões cada vez mais discutidas atualmente. Vivemos em uma época em que problemas como obesidade, câncer, diabetes, hipertensão e anemia estão cada vez mais comuns entre as pessoas e atingem até mesmo jovens e crianças, com isso diante dessa situação abordar um projeto cientifico que envolve uma alternativa viável e eficaz como o Kefir para melhorar a alimentação das pessoas e tornar os alimentos mais nutritivos e saudáveis é algo essencial. Além disso poucas pessoas principalmente no Brasil, sabem o que é o Kefir e qual sua importância, com isso o projeto é um meio educativo e importante para difundir essa ideia para mais pessoas ter acesso a essa informação, além de incentivar a colocar em prática essa ideia, pois o Kefir é de fácil aquisição, onde até mesmo pessoas de baixa renda podem possuir ele por meio da doação, com isso hábitos alimentares mais saudáveis seriam cada vez mais difundidos e conhecidos pelas pessoas assim como o Kefir, com isso a relevância desse projeto e dar este tipo de conhecimento para as pessoas, e incentivar elas a terem praticas mais saudáveis, através de uma método fácil.

6 – O que você diria para os outros estudantes em relação a sua experiência em fazer pesquisa?

Que a pesquisa é uma ótima oportunidade para despertar vocações pois a mesma está relacionada com todos os tipos de área do conhecimento, com isso ao participar de tais projetos faz com que a pessoa tenha uma visão melhor e mais específica do ramo que quer seguir, incentiva a pessoa a se tornar um bom profissional futuramente com um aprendizado rico e diversificado e possuindo tal experiência e conhecimento inúmeras portas se abrirão e com isso mais oportunidades de crescer irão aparecer. Além disso ter contato com a cultura cientifica é importante também na formação das pessoas como cidadãs, pois é através do conhecimento que se tem um olhar crítico sobre a importância da educação na sociedade, de como se posicionar melhor sobre algum assunto, ter argumentos bem estruturados e articulados em uma discussão. A ciência é um ramo que desenvolve por completo a pessoa em todas as questões de sua vida, tornando-a uma pessoa melhor, mais respeitada e com um diferencial em seu intelecto. É como dizem, para desenvolver um país é necessário desenvolver pessoas, e o conhecimento faz isso.